Saude

Otimismo e positividade

Postado em Atualizado em

Faz muito tempo que quero escrever sobre isso e acho que hoje e o dia certo. Pois coloquei um post sobre o sistema de saude aqui e no meu ponto de vista, so vejo os lados positivos. Sou uma pessoa otimista/ Tento ver o lado positivo de tudo. As vezes acho que ate fantasio demais, tendo a certeza de que tudo dara certo (mas sempre da!).

E claro que tenho minhas recaidas e dias de mi mi mi, mas gracas a Deus, tenho uma marido maravilhoso, que ja corta meu bla bla bla, falando que so temos motivos pra agradescer e me mostrando claramente no dia a dia o quao certo ele esta. Ta ai um cara que nunca ouvi reclamar da vida. De nada. Nunca reclamou do seu trabalho, chefe, casa, comida…. Quando nao esta satisfeito com algo, resolve o problema e pronto. Sem resmungacao. E com isso sigo em frente, aprendendo com todos ao meu redor a evoluir como ser humano.

Uma vez conversando com minha amiga querida Ana, sobre sua rotina estafante na qual ela acordava 5 da manha levava os 4 filhos pra escola, chegava em casa, arrumava a casa e estudava. Meio dia pegava as criancas e ajudava com seus deveres de casa, ao mesmo tempo que se dedicava aos proprios deveres de casa, as 3 pegava seu carro e pegava 3hs de transito ate a faculdade e na volta mais 3hs ate em casa. Chegava em casa em torno de 1h da manha. Isso tudo sem ajudante em casa.

Comentei com ela q eu nao aguentaria 6hs por dia no transito. Que seria um tortura. E foi ai que aprendi uma licao que levo pra vida toda. Ana me disse que essa 6hs eram uma das melhores horas do seu dia. Hora em que ela selecionava suas musicas preferias e relaxava enquanto dirigia. Ela podia dizer que sua vida era um inferno, mas ela sabia aproveitar e curtir cada momento de sua vida. Escolheu ser feliz. Eu tento ser assim em tudo na minha vida. Tudo tem o seu lado bom.

Voltando ao assunto do post, meu sonho era ter tido parto normal. Alias, eu queria parto natural! Infelizmente eu tive pre eclampsia e nao pude realizar minha vontade. Eu confio demais nesse sitema de saude daqui. Confio mesmo.

Vendo o lado positivo do parto normal da Erica….. Ela estava colhendo morangos em uma fazenda, com sua recem nascida e com a Julia, menos de uma semana depois do parto. Mae e filha estavam saudaveis e felizes. Sim, foram algumas horas de dor, mas e se fossem dias de dor de uma recuperacao de cesaria???

Sei que isso varia de mulher pra mulher e nao vou de maneira nenhuma subestimar a dor que a Erica teve. Erica e uma linda mulher mignon, que teve uma bebe com mais de 4kgs sem anestesia!!!!!!!!!!

Mas soube de muitos casos no Rio de Janeiro, de gravidas chegarem em hospital pra ter bebe e nao ter vaga nem no hospital particular! nem pra parto normal, nem pra cesaria! Sofreram da mesma forma!

Tudo na vida sera bom ou ruim dependendo da forma que a gente analiza. eu prefiro analizar sendo positiva sempre.

Tenho certeza que muitas e muitas maes no Brasil ,que sao quase que forcadas a fazer uma cezaria por falta de um aconselhamento e de um sistema consciente, gostariam de vir aqui so pra ter filho. Eu teria filho aqui com certeza. Muito mais segura e feliz!

Tenho certeza que tudo que eu precisar aqui na Suecia, eu vou ser assistida. Tenho certeza que nao vao me deixar faltar nada. E claro, nao vao me dar antibioticos e remedios sem necessidade.  Eu espero daqui o lado  natural da medicina, e sei que isso eu terei. Nao soube de nenhum caso de emergencia ou grave que tenha sido negado por aqui.

Sistema de Saude por Erica Takane

Postado em

Convidei uma amiga que mora aqui na Suecia, para contar como esta sendo sua experciencia com saude por aqui.

Erica e’ casada com Sueco e tem duas menininhas lindas. Fez todo o seu pre natal e teve as suas duas filhas aqui em Linkoping.

Com certeza vale a pena a leitura.

Se eu tivesse lido esse texto antes de vir pra ca, com certeza, teria ao menos, colocados meus exames rotineiros em dia.

“Fui convidada pela Elaine para escrever sobre o sistema de saúde na Suécia. Sou meio suspeita, não tive as melhores experiências, mas acho que é o que a maioria das pessoas passa. Também sou formada nutricionista, acho que tenho uma outra visão em vários aspectos. Vou dividir em casos meu relato:

1. Atendimento em geral

Bom, se acontece algo, tem um número que voce pode ligar em caso de dúvida, o 1177. Sao enfermeiras que atendem e te aconselham. A outra opção é ligar no Vårdcentral, o posto de saúde. O que nem sempre é viável… porque não se consegue falar diretamente com alguém, voce liga pra poder conseguir uma hora que alguém vai te ligar (também dá pra marcar uma hora pra te ligarem pela internet). Fim de tarde ou à noite é impossível, ou nem sempre a hora que vão te ligar voce pode atender o telefone. Se voce consegue falar com a enfermeira, ela decide se voce precisa ou não de atendimento. Se ela achar que voce precisa comparecer, geralmente voce consegue um horário depois de vários dias, ou seja, a probabilidade de voce ja estar se sentindo melhor e não precisar de ajuda é bem grande, se não for nada serio. E voce sempre passa primeiro pela enfermeira, que avalia se voce ‘merece’ encontrar o médico. Outro problema é que mesmo que achem que seria bom um medico te analisar, voce não recebe uma hora diretamente. Vao encaminhar uma carta (isso, carta, pelo correio) com uma hora disponível. Se voce não puder comparecer, vai o procedimento todo de novo pra conseguir um novo horário…
Dica: pra conseguir um horário e ser atendido tem que rolar um drama! “Não consigo dormir, tenho muita dor, preciso que alguém me examine!”
No caso de precisar de um especialista, te encaminham para o hospital. Mas mais uma vez, dependendo do problema a espera pode ser longa…

Também existe a emergência, no caso da noite ou fim de semana. Já fui alguma vezes, mas de novo, se não for caso de vida ou morte, você pode esperar por um longo tempo. Se houverem casos mais sérios que o seu, esses casos têm prioridade.
Uma questão, que eu pessoalmente acho muito séria, é que não se fala em prevenção, não se fala em mudança de hábitos de vida. O que eu vejo são tratamento de sintomas, mas não da causa. Se voce tem pressao alta, por exemplo, vão te receitar remédio pra baixar a pressão, mas não se fala em dieta, atividade física, fumo. Se voce quiser fazer exames de controle, infelizmente não fazem.
2. Ginecologia, gravidez e parto
Existe um ‘Centro da mulher’, aqui em Linköpingt chama “Kvinnohälsan”, onde fazem por exemplo o papanicolau, aconselhamento de método anticoncepcional e o pré-natal.
Vou contar um pouco mais sobre o pré-natal. Pra saber se está grávida, o mais comum é te falarem pra comprar um teste de farmácia, os testes sao os de urina. No caso de positivo, voce faz a inscricao no Kvinnohälsan, mas a primeira consulta só com 12 semanas, se não acontecer nada (posso falar um pouco mais de casos especiais depois). Durante a gravidez, se tudo correr normalmente, fazem 2 ultra-sons, um com 12 e o outro com 20 semanas. Se você quiser saber o sexo do bebe, com 20 semanas a midwife (tudo são as midwives) pode tentar ver. Muitos suecos preferem não saber e deixam pra ser surpresa! As consultas não são muitas, não chegam a uma vez por mês, mesmo no final são a cada tipo 3 semanas. O controle de peso é só pra dizer que teve, em nenhuma das minhas 2 gravidezes ninguém falou nada (só aconselham evitar certos alimentos, como peixe e ovo cru, queijos de leite não pasteurizado, álcool), nem sequer me pesam, se eu não me dou ao trabalho de fazer isso eu mesma antes de entrar na sala. Eu não sei como é no Brasil, mas achei meio frustrante, principalmente na primeira gravidez, que tudo era ‘normal’. No final das contas desisti de perguntar rs
Eu tive dois abortos espontâneos, os dois no inicio da gravidez, antes das 12 semanas. Nesse caso me atenderam com certa rapidez, uma no pronto socorro, fizeram ultrassom e ofereceram consulta com psicólogo. Mas nada além disso, não se faz curetagem. Na segunda vez lembro que tive um leve sangramento por 1 semana, liguei e perguntei se alguém podia me examinar. Me disseram que não tinha nada que podia ser feito, se um aborto estava a caminho, não tinha o que fazer, não tinha como contrariar a mae natureza. Também não fazem exames, pra ver se tinha algo errado comigo ou meu marido. Um exame mais profundo só no caso de 3 abortos, ou se a mulher estiver tentando engravidar há mais de 1 ano.
Mas se tudo correr bem, voce chega às 40 semanas (as vezes 42, que é o máximo que esperam), se o bebe não resolver nascer antes. Cesárea não é uma opção, só fazem no caso de emergencia. A orientacao é ligar pro hospital quando as contrações estiverem regulares, e voce achar que está na hora de ir. Eles aconselham ficar em casa o máximo possível, porque seria melhor do que esperar no hospital. Se voce vai pro hospital muito cedo, corre o risco de te mandarem de volta pra casa.
Na primeira gravidez fiz muita questão de uma epidural. Quando as contrações estavam regulares, liguei e fiz um drama de novo, pra que me deixassem ir. Chegando lá, a primeira coisa que pedi foi a epidural (se voce deixa pra ultima hora, o risco de não conseguir é grande, vão te dizer que não da mais tempo). Me deram, foi ótimo, mas o problema foi que na hora de empurrar o bebe, me disseram que iriam cortar o efeito, pra eu poder sentir a dor e conseguir empurrar. Isso foi um grande choque, não estava preparada psicologicamente. Mas enfim foi. Tudo feito por midwife, com exceção da epidural, que é o medico que aplica. Mas não necessariamente é a mesma que te acompanhou no pré-natal, voce é atendida pela que estiver no plantão, e se houver troca de turno, vem uma outra.  Depois que o bebe nasce as mães de primeira viagem acho que geralmente ficam 2 noites, pra receber mais orientação, avaliarem a amamentação. Se houver quarto disponível. Voce vai pra casa depois que um medico avaliar o bebe, se estiver tudo bem.
Na segunda gravidez ja estava mais preparada psicologicamente para não receber a epidural. Primeiro que se cortam o efeito no final não sei se valia a pena, segundo porque todos dizem que a segunda vez é mais rápida, ainda tinha que arrumar alguém pra olhar minha filha mais velha, então ja imaginava que chegaria no hospital em cima da hora. Que foi o que aconteceu. No caso de não for possível a epidural, tem a opção da máscara de gás (que pra mim não ajuda em nada…). Ou seja, foi tudo natural, estilo viking hahaha
Após 8 a 12 semanas fazem um exame ginecológico.
O controle do bebe é mais frequente, até ele voltar a ganhar peso, nos primeiros dias, te acompanham no hospital. Depois enviam para o ‘posto de saúde infantil’, o barnvårdcentral, onde nos primeiros meses avaliam o crescimento (peso, comprimento e circunferência da cabeça), dao as vacinas gerais (no caso de brasileiros acho que as extras que oferecem são tuberculose e hepatite B) e ha algumas consultas medicas. Depois as visitas ficam bem menos frequentes.
Enfim, o sistema de saúde aqui não é o ideal, longe disso, a gente ouve tanto sobre a qualidade de vida aqui, que é frustrante quando se precisa de ajuda.
Por outro lado, educação e saúde são gratuitos para crianças e jovens.
Hoje li este artigo, que descreve um pouco as vantagens do pre-natal aqui:
Por Erica Takane
11754662_10153623479991019_3628281063845736585_o

Sistema de Saúde

Postado em

Como moro na suécia a pouco mais de 8 meses, näo tenho muito como falar sobre o sitema de saúde sueco.

Mas pedi para uma amiga, que mora aqui a mais tempo, para escrever explicando os procedimentos.

Segue o Texto da Vilma:

O sistema (quase) público de saúde da Suécia

“Nas maiores cidades cada bairro tem o seu centro de saúde chamado de vårdcentralen, o atendimento nestes postos é feito apenas com hora marcada por telefone. Para marcar a consulta, sempre com um clinico geral primeiro, é preciso explicar para a/o enfermeira/o que te atender o porquê da consulta. Além de registrar as primeiras informacões para o médico que irá te atender esse também é também um momento de triagem em que a/o enfermeira/o vai julgar se você realmente precisa desta consulta ou apenas de um aconselhamento, nesse caso você vai ter que ligar para o número 1177 que tira dúvidas e aconselha em casos simples.

Depois de conseguir marcar a consulta você vai receber uma carta (suecos amam cartas, tudo aqui é por correspondência) confirmando o dia e horário da consulta, geralmente eles solicitam que você procure o posto pelo menos 3 dias antes da consulta para tirar amostra de sangue e/ou outros exames para que no dia da consulta seu médico já tenha todos os resultados. Após a consulta se necessário o clinico geral vai solicitar exames mais complexos e te encaminhar para um especialista. Independente do tipo de exame os resultados vão sempre para o médico e não para o paciente, o que o paciente recebe é uma carta do médico dizendo se seu resultados foram bons ou se aprensentaram algum problema e neste caso qual o encaminhamento a ser feito.

Diferente do Brasil, não existe muita diferenca entre o sistemas público e privado de saúde, isso por que o governo determina uma taxa fixa a ser paga, cada consulta custa em torno de 150 coroas (tratamentos dentários não estão inclusos no sistema de saúde pública e são bem mais caros). No sistema público também se paga essa taxa, mas você vai ter um cartão onde será marcado cada vez que você pagar por uma consulta ou procedimento, ao atingir 1100 coroas você não terá atendimento gratuito até que se complete um ano do primeiro procedimento. Por exemplo se você teve seu primeiro atendimento em 15 de janeiro de 2015 e você atingiu 1100 coroas em 20 de agosto, você terá atendimento gratuito até 15 de janeiro de 2016.

Em caso de emergência o melhor é ligar para 112, número que serve tanto para chamar uma ambulância, os bombeiros ou a polícia. O número de aconselhamento 1177 também pode te enviar uma ambulância se for necessário, o problema é que geralmente você tem que esperar um bom tempo para ser atendido dependendo da quantidade de pessoas ligando, com o 112 atendimento é mais imediato.

1531881_652027028193484_1414406545_n

Vilma Alencar

Jornalista e ”cozinheira” casada com sueco, vivendo em Linköping desde 2013.”

É preciso lembrar esse procedimento que a Vilma nos informou é pra quem tem personummer.

Quem vai ficar aqui por pouco tempo e não tem o personummer, recomenda-se fazer um seguro saúde internacional. Porque sem o presonummer os custos com hospitais são muito altos.

Agora vou contar um pouco das Minhas experiências com saúde por aqui…

A primeira foi no mês passado quando o Micael teve um furúnculo grande no joelho. Lendo na internet vi que furúnculos em criança pode ser perigoso. Então pedi a minha amiga querida Natalia que me levasse no hospital. 

Chegamos lá e fomos atendidos por uma enfermeira que colocou a gente pra esperar em um quarto. Micael ficou deitadinho na cama, nós ficamos com ele em um quarto privativo. Serviram lanche pra ele.

Demorou umas 3 horas até que a medica viesse atender. Quando a medica chegou, ela estourou o furúnculo e marcou uma consulta para 2 dias depois.

No dia seguinte uma enfermeira do hospital me ligou pra saber se ele estava bem ou se teve febre. Como estava bem, não precisamos mais voltar no hospital.

A outra experiência que tive, foi quando cai de bike. Fiquei com muita dor na mão e no pulso. Mas não ficou inchado nem nada. Então sabia que não era emergência.

Liguei pro posto e marquei uma consulta. Eles tinham vaga no dia seguinte. Fui orientada que caso a dor piorasse, eu fosse para o hospital.

Na consulta, o médico pediu que eu fosse até o Sjukhus (hospital em sueco) tirar o raio-x. Fui até lá e fiz o exame. O resultado saiu na hora mesmo. Tudo muito rápido e simples. Custou 150sek(50,00 reais). Para pegar os remédios, fui até a farmácia e dei meu personummer. Eles enviam as informações direto para a farmácia. Não precisa levar a receita.

O que me deixou um pouco irritada é que quando você liga pra marcar o médico, a enfermeira quer exatamente todos os detalhes.

Quando liguei pra marcar o médico da mão, ela perguntou em que mão, qual parte da mão, como doía, a intensidade da dor, isso só pra marcar a consulta.

Outro caso que conheci, foi de uma amiga que tem tiroide e como não tem medico especializado aqui na cidade, ela se comunica com o médico por cartas. Ela manda os exames e recebe o diagnóstico ppor carta mesmo. Nunca foi consultada pessoalmente com o médico dela.

Ah! todos os médico que me atenderam falavam inglês.

Sjukhus Linköping
Sjukhus Linköping

Transporte Internacional

Postado em

Nossa vinda pra Suécia foi muito corrida e inesperada. Não tivemos tempo de resolver muita coisa. Praticamente nada.

Entramos na internet, fizemos uma pesquisa rápida e contratamos uma transportadora para fazer o transporte de nossa mudança. Não decidimos trazer tudo, apenas alguns moveis e outras coisas mais importantes.

Tudo começou mal desde a saída do Brasil. Não embalaram nossas coisas direito, não tiveram nenhum cuidado. Isso foi em Dezembro. Passaram-se quase 9 meses e ainda não recebemos nossas coisas.

Nossos pertences já estão aqui na Suécia, mas essa empresa que contratamos e pagamos no Brasil ainda não acertou com a empresa responsável pela entrega aqui na Suécia. Por isso ainda está tudo retido aqui.

Durante esses meses as desculpas foram muitas. Algumas vezes faltavam documentos, que não foram pedidos antes de nossa saída do Brasil, gerando gastos e mais gastos de DHL e Sedex por nossa parte. Eles diziam que nunca recebiam os documentos, mesmo no rastreamento dos correios indicando entregue. Até que precisei pagar um advogado pra ir entregar os documentos pessoalmente no escritório deles.

Depois de muito custo, fomos informados que eles não têm dinheiro em caixa para pagar a empresa daqui e liberar a mudança

A cama nova do meu filho tinha acabado de ser entregue lá no Brasil antes da gente vir pra cá. Eu e ele desenhamos juntos e mandamos o marceneiro fazer. Foi paga com muito muito custo. Seus livros e filmes em português, suas roupas que não irão caber mais quando chegar aqui…

Acabamos tendo gastos comprando todo o básico necessário. Panelas, camas, roupa de cama e banho, pratos, talheres, roupas de frio e verão, mesa, cadeira, computador (meu marido e filho PRECISAM e etc.

Imaginem só o prejuízo…

Esta empresa, IMT International Moving & Transportation já possui várias reclamações no reclameaqui.com, inclusive com roubo de pertences. Infelizmente como estávamos saindo do Brasil com pressa, não pesquisamos antes, e nos demos mal.

Dentista

Postado em Atualizado em

Uma dica boa para quem está vindo pra cá…

Eu adorei o atendimento dos dentistas daqui. Pode ter sido sorte, mas já fui atendida duas vezes e as duas vezes foram ótimas.

Primeiro ponto positivo é que o atendimento acontece exatamente no horário marcado, nem um minuto a mais, nem um a menos.

Se chegar 5 minutos atrasado, não será atendido e terá que pagar mesmo assim. Isso é ótimo porque não atrasa uma agenda do dia inteiro…

O atendimento é rápido, indolor e eficaz.

Nas minhas idas ao dentista, eu fui trocar obturações. Não levou mais de 15 minutos. Não doeu e ficou perfeito!

Outro ponto positivo é que os dois dentistas que me atenderam falavam inglês e português. Não eram brasileiros, mas o primeiro fez pós doutorado no Brasil e o segundo aprendeu português simplesmente porque ama o Brasil.

Aliás, é muito, mas muito comum o Suecos amarem o Brasil. Todo dia, todo dia mesmo, vejo crianças com uniforme de futebol ou mochila do Brasil, e também alguns adultos. Tem várias lojas aqui com camisas do Brasil na vitrine.

Um sueco me disse uma vez que o Brasil é o paraíso do mundo (?!?!), será?

Ahhh, tenha certeza que qualquer criança sueca que você conhecer, quando souberem que você é brasileiro, vai perguntar se você conhece o Neymar. 🙂

Agora, voltando ao assunto dentista, o ponto Negativo.  Achei o dentista bem mais caro do que eu estava acostumada a pagar. Foi 500 reais para recolocar a massinha da obturação que caiu…

Caso alguém precise do telefone do dentista:  0101038980

obs.: esse foi o dentista indicado para minha região, mas acho que tb vale para Skargetop (porque fica lá no bairro Skargetop, em frente ao shopping do Willys), para Valla, e outros bairros aqui perto.

foto de uma vitrine do shopping aqui de Linkoping
foto de uma vitrine do shopping aqui de Linkoping

Aulas de danca com música e professora Brasileira

Postado em Atualizado em

11843969_937026913024125_830024086_n

Ah-Há! Você achou que sua vida aqui na Suécia seria sem graça e depressiva???Com um inverno sedentário e triste?

Nem pensar!!!

As suecas são lindíssimas, chega a dar depressão (brincadeirinha), e malham até não poder mais.

Nós não vamos ficar paradas, né???

Essa semana vai começar as Aulas de Dança, com Música Brasileira, da querida professora Alice Cassetari!

Segue um post com mais informações sobre as aulas:

“Meu nome é Alice de Sousa Cassetari , Moro em Linkoping a 6 meses.

Dançar é uma arte, uma arte que expressa sentimentos. O corpo diz muito

através da dança, e por isso dançar sempre foi uns dos grandes prazeres da

minha vida. A dança em qualquer ritmo está presente na minha vida há muitos

anos, porém hoje em dia uso a dança como uma atividade física divertida e

viciante, fugindo dos exercícios aeróbicos tradicionais.

A dança é um excelente exercício físico, trazendo ótimos benefícios para o

corpo, e o principal, trabalhando a autoestima e autoconfiança. O mais

interessante da dança é a versatilidade deste exercício que nunca cai numa

rotina, além de ser altamente prazeroso.

Na Suécia, as academias de ginástica oferecem um grande número de aulas

aeróbicas com dança, porém a dança latina muitas das vezes não está

presente.

A Dansarna.se é um estúdio de dança localizado no centro de Linkoping, em

que são oferecidas diversas aulas de dança para se fazer sozinho ou com seu

parceiro(a) como Dança Oriental, kizomba, Reggaeton, Dança Africana, Salsa,

Bachata, e a Latin Dance Workout. O local possui salas apropriadas e uma

grande variedade de instrutores. A aula de dança latina tem um gostinho

brasileiro especial, trazendo para a Suécia um pouco do samba, sertanejo e o

funk da nossa terrinha. São aulas de 45 minutos de pura animação com ritmos

latinos como salsa, merengue e além, claro, de samba, rock, funk e outros

ritmos internacionais com coreografias energéticas, fáceis e divertidas. As

aulas são indicadas para ambos os sexos e todas as idades. Não precisa saber

dançar, basta deixar a timidez de lado e ter vontade de fazer a aula.

Para os brasileiros, fica o convite para matar um pouco da saudade de casa,

se exercitando e mantendo uma vida saudável e para os estrangeiros, fica o

convite para conhecerem um pouco do nosso gingado latino.

Garanta já a sua vaga. Venham se exercitar da forma mais divertida e ainda

trabalhar sua autoestima!

Os interessados em conhecer as aulas e obter mais informações, podem

acessar o site http://www.dansarna.se/index.php/en/ ou mesmo comparecer

nas aulas nos horários listados no site.”

Por Alice Cassetari

Animais de Estimacao

Postado em Atualizado em

Para os leitores que perguntaram sobre trazer o cachorrinho pra Suécia.

Segue um link com os procedimentos:

http://www.swedenabroad.com/pt-PT/Embassies/Brasilia/Visitar-a-Suecia/Permissao-para-gatos-e-cachorros/

Festa Cultural

Postado em Atualizado em

10842159_1000093813343262_5601989049210727485_o 11416328_1000093786676598_5415364427054352319_o

Eu tive muita sorte com minha turma do curso de Sueco. Todos nós nos relacionamos muito bem, apesar das culturas diferentes.

Na maioria das turmas, tem desavenças por causa de religião. Tem muita gente do oriente médio, com religiões diferentes.

Na minha turma tem muita gente árabe, muita gente da Síria. E pra quem não sabe, meu avó era Sírio. Então pra mim, está sendo ótimo conhecer essas pessoas, seus costumes, seus hábitos.

Essa semana tivemos uma festa cultural no curso.

Na festa, cada um tinha que levar um prato de seu pais. Nossa! comemos tanto. Tudo feito com tanto amor. Todo mundo animado. Colocamos música de todos os países também. Teve dança e tudo!

Eu levei brigadeiro, o pessoal gostou, mas achou muito doce. Isso porque fiz só com leite condensado e cacau. Nem usei achocolatado.

Castelo de Vadstena

Postado em Atualizado em

11414395_1083028415059548_1263582443_n10950093_1081816761847380_1978569020_n

Verão chegando…hora de começar a explorar a Suécia!!!

Como está sempre frio, e quase tudo fecha durante o inverno, esperamos o sol sair pra começar a conhecer os lugares lindos que a Suécia tem.

Ontem um casal de amigos estava indo conhecer o Castelo de vadstena, que fica a 40 km de Linköoping, fui com eles (de vela, em pleno dia dos namorados)

Amei! O passeio foi maravilho. O castelo tem mais de 500 anos. É supe. interessante!

Na frente do castelo tem um lago lindo, tinham várias crianças mergulhando…

Curiosidades sobre a Suécia

Postado em Atualizado em

Curiosidades sobre a Suécia!!!

Por Liliane Medeiros, professora de Portugues de Linkoping