diversos

Chuva

Postado em Atualizado em

Dia cinza e chuvoso. 

A previsäo é de chuva pra semana toda..

Screenshot_2015-09-01-15-35-29.

Costumava ficar preguiçosa em chuvosos, mas aqui na Suécia, é raro ver um dia lindo e ensolarado. Então, não tem muito como ficar mal humorado ou preguiçoso em dias cinzentos ou frios.

Os suecos costumam falar que, “Não existe tempo ruim, existe roupas ruins”.  E é verdade!!!

Aqui, faça chuva, neve ou sol, eles estão pedalando ou caminhando normalmente. Hoje vi vários pais e mães com seus carrinhos de bebes na rua.

Todo mundo sai de casa preparado com suas galochas, casaco e calça impermeáveis.

20150901_152504

Tem alguns que até  pedalam de guarda chuva. Eu näo ten ho essa habilidade.

vhOkexG1ewer4gSQ8IfcdMgNiFJWJYKgOk-lWb7htgk

Na escola eles também brincam na chuva o recreio inteiro. Não tem essa de ficar em um lugar coberto. Brincam na chuva mesmo. Eles adoram. Mergulham e pulam nas poças. Que criança não gosta disso?

Quando acaba o recreio, eles tiram a roupa molhada e voltam a estudar felizes e sequinhos!

Almoco de hoje!

Postado em Atualizado em

20150831_114636

Já que comida aqui é um pouco mais cara, aproveito pra comer bastante as coisas que amo e que no Brasil são caras, ou que nem se encontra…

O quilo do Champion custa 10 reais aqui na feira do centro. Não lembro o preço exato do Rio, mas lembro que era bem mais caro que isso.

E aqui tem a batata doce amarela que tem nos EUA e eu amooooo!!

 

Esse foi o almoço de hoje!

Cogumelo fresco, berinjela, batata doce, alho inteiro (sem casca), cebola, pimentão amarelo, brócolis, vagem e um pouco de azeite e sal!!

Coloco tudo no forno deixo entre 30 e 40 min e hummmm!

Delicia!!!!

E só o tabuleiro pra lavar depois! 🙂

Acaí em Linkoping!

Postado em Atualizado em

Ontem saímos para passear no centro de LInkoping e ir conhecer uma lanchonete nova.

A Lanchonete chama Fresh & Green, fica na Storgatan, bem pertinho da Storatorget.

Eu e Micael amamos!!! Tudo lá é muito saudável e fresco.

Experimentamos o Açaí, que é importado do Brasil mesmo. Perfeito! Eu achei até melhor do que estava acostumada a comer no Rio. Porque eles näo colocam muito xarope de guaraná. Ele colocam mel. Não fica muito doce. Mas se quiser mais doce como no Brasil, é só pedir que eles colocam mais mel ou guaraná.

Os doces aqui na Suécia não são tão doces como no Brasil. Eles colocam pouca açúcar nos bolos e tortas.

Além do Açaí, também tem saladas e alguns pratos para almoço…

A atendente é a própria dona. Fiquei conversando com ela um tempão. Uma querida!

Aprovado o açaí e aprovado o atendimento!!!

11692700_846118522129791_2224118494608223640_n  unnamed (5) unnamed (4) unnamed (3)

Colhendo frutinhas na floresta

Postado em Atualizado em

Quando cheguei aqui na Suécia, conheci uma brasileira que falava o tempo todo do verão.

Falava que o verão era maravilhoso principalmente por colher morangos deliciosos na rua.

Vindo do Rio de Janeiro, não conseguia imaginar a cena de colher frutas pela rua. Não existe a possibilidade de árvores cheias de morangos, macas, framboesas, blueberrys, etc…..pelo Leblon (Bairro do Rio).

Semana passada fui caminhar com duas amigas pela floresta do Ryd, que é bem central e fica bem perto de tudo, e tinha umas trilhas para caminhadas…

Eram 6 da “noite”, estávamos passeando, três mulheres gatas (kkkkkkk) passeando sozinhas pela floresta…praticamente só tinha nós na trilha e nos sentíamos completamente seguras!

Além da segurança, do ar puro, das trilhas perfeitamente sinalizadas, ainda tinham milhões de frutinhas pela floresta!

No começo, a gente parava pra comer toda hora, saboreando cada moranguinho silvestre (que são micros, mas extremamente saborosos), mas depois paramos de colher, porque senão, não íamos completar nunca nossos 5km.

E pronto! puder viver essa sensação maravilhosa de colher e comer esses berrys deliciosos direto da floresta!

Agora eu entendo a Carla e sua paixão pelo verão sueco.

framboesas-e-morangos-silvestres-a-partir-da-varanda-3

Cinema

Postado em Atualizado em

11737999_1102829619746094_2659881464130360948_n

Nós sempre fomos grande frequentadores de cinema aqui na minha família.

Chegando aqui na Suécia isso teve que mudar um pouco. Quando estávamos no Brasil, íamos toda segunda feira ao cinema, porque era dia de promoção. Aqui não tem isso. O cinema custa 115 sek mais o óculos 3D, que custa 15sek. O legal é que o óculos 3D é comprado. Então, pode ser levado pra casa e reutilizado.

Então nossas idas ao cinema são bem mais esporádicas, tornando o passeio mais esperado e divertido!

Eu costumo comprar os tickets antecipados, porque as salas de cinema são bem pequenas e os ingressos acabam rápido. E pelo site consigo ver melhor quais os filmes que são em inglês e quais são em sueco.

Segue site do cinema:

http://www.sf.se/biografer/linkoping-filmstaden/?city=linkoping

O cinema fica bem na praça central (stora torget), super fácil de achar e com vários restaurantes bacanas à volta.

Chegando no cinema, é necessário levar o cartão que fez a compra pela internet e ir até as máquinas de compra imprimir o bilhete original. Não existe bilheterias com funcionários, só as maquinas mesmo.

Na fila na lanchonete, fiquei observando as pessoas e achei incrível.

Os suecos tem uma alimentação quase que impecável. É muito difícil ver suecos acima do peso. É muito comum eles levaram pepinos, cenouras, frutas pra qualquer lugar. Nós vemos as pessoas comendo verduras na rua o tempo todo. É o costume mais incrível que estou tentando adotar pra minha vida também. Não vejo pessoas comendo chips, biscoito recheado ou porcarias em nenhum lugar. Exceto no cinema. As pessoas estavam comprando além da pipoca, potes gigantes de balas (tipo finni) e um pote do tamanho da pipoca com “baconzitos” feitos na hora. Pois é…muito controverso. Mas como é só esporadicamente, acho que dá certo….fora que eles são muito ativos e se exercitam bastante.

Ah outra coisa que achei interessante, é que para ir ao banheiro no cinema é necessário digitar um código na porta do banheiro pra destravá-la. Esse código está no bilhete de entrada São esses 4 números circulados na foto abaixo.

20150806_092723

Aulas de danca com música e professora Brasileira

Postado em Atualizado em

11843969_937026913024125_830024086_n

Ah-Há! Você achou que sua vida aqui na Suécia seria sem graça e depressiva???Com um inverno sedentário e triste?

Nem pensar!!!

As suecas são lindíssimas, chega a dar depressão (brincadeirinha), e malham até não poder mais.

Nós não vamos ficar paradas, né???

Essa semana vai começar as Aulas de Dança, com Música Brasileira, da querida professora Alice Cassetari!

Segue um post com mais informações sobre as aulas:

“Meu nome é Alice de Sousa Cassetari , Moro em Linkoping a 6 meses.

Dançar é uma arte, uma arte que expressa sentimentos. O corpo diz muito

através da dança, e por isso dançar sempre foi uns dos grandes prazeres da

minha vida. A dança em qualquer ritmo está presente na minha vida há muitos

anos, porém hoje em dia uso a dança como uma atividade física divertida e

viciante, fugindo dos exercícios aeróbicos tradicionais.

A dança é um excelente exercício físico, trazendo ótimos benefícios para o

corpo, e o principal, trabalhando a autoestima e autoconfiança. O mais

interessante da dança é a versatilidade deste exercício que nunca cai numa

rotina, além de ser altamente prazeroso.

Na Suécia, as academias de ginástica oferecem um grande número de aulas

aeróbicas com dança, porém a dança latina muitas das vezes não está

presente.

A Dansarna.se é um estúdio de dança localizado no centro de Linkoping, em

que são oferecidas diversas aulas de dança para se fazer sozinho ou com seu

parceiro(a) como Dança Oriental, kizomba, Reggaeton, Dança Africana, Salsa,

Bachata, e a Latin Dance Workout. O local possui salas apropriadas e uma

grande variedade de instrutores. A aula de dança latina tem um gostinho

brasileiro especial, trazendo para a Suécia um pouco do samba, sertanejo e o

funk da nossa terrinha. São aulas de 45 minutos de pura animação com ritmos

latinos como salsa, merengue e além, claro, de samba, rock, funk e outros

ritmos internacionais com coreografias energéticas, fáceis e divertidas. As

aulas são indicadas para ambos os sexos e todas as idades. Não precisa saber

dançar, basta deixar a timidez de lado e ter vontade de fazer a aula.

Para os brasileiros, fica o convite para matar um pouco da saudade de casa,

se exercitando e mantendo uma vida saudável e para os estrangeiros, fica o

convite para conhecerem um pouco do nosso gingado latino.

Garanta já a sua vaga. Venham se exercitar da forma mais divertida e ainda

trabalhar sua autoestima!

Os interessados em conhecer as aulas e obter mais informações, podem

acessar o site http://www.dansarna.se/index.php/en/ ou mesmo comparecer

nas aulas nos horários listados no site.”

Por Alice Cassetari

Animais de Estimacao

Postado em Atualizado em

Para os leitores que perguntaram sobre trazer o cachorrinho pra Suécia.

Segue um link com os procedimentos:

http://www.swedenabroad.com/pt-PT/Embassies/Brasilia/Visitar-a-Suecia/Permissao-para-gatos-e-cachorros/

Micael Kalas

Postado em Atualizado em

11714372_993319450700762_684561695_n 11728298_993318410700866_1120443754_o (1) 11734107_993327554033285_2003504595_o11720190_993341670698540_922015616_o

Kalas = Festa de Aniversário

Essa semana foi aniversário do filhote. Eu ia fazer como faço todo ano. Decoro a mesa toda. Faço os enfeites, as lembrancinhas. Curto cada dia de preparativos.

Mas sempre encomendo os salgadinhos de alguém e sempre tenho a Cidinha (minha ajudante/ex minha baba), a mamãe, a irmã e o sogro pra ajudar a fazer bolos, docinhos, arrumar a festa e etc…

Esse ano achei que ia ficar sobrecarregada. Fui então em um parquinho que tem aqui perto do centro de Linkoping. Chama Busfabriken.

http://www.busfabriken.se/

Nossa, noi a melhor coisa que fiz!!! O lugar é maravilhoso. É um parque fechado. Cheio de brinquedos, escorregas, bate-bate, parquinho pra bebe…enormeeeee!

Escolhi fazer durante a semana porque estaria mas vazio. Porque o lugar não é só pra minha festa. É aberto pra outras pessoas.

Foi abençoado! estava realmente vazio. Praticamente só tinha os nossos convidados.

A festa estava marcada para as 11:15. Como Brasileiro nunca chega exatamente na hora, coloquei no convite 11hs, por que sueco respeita muito o horário.

Dito e feito. as 11:15 em ponto a organizadora da festa me chamou Nós estávamos na entradinha do lugar. Tinha chegado metade dos convidados. Ela me perguntou: Quantos convidados vc tem? Eu disse que deveria ter uns 20 e que chegariam mais…

A Organizadora falou: como assim? não chegaram todos? mas são 11:15! eles não podem chegar atrasados. Eu vou explicar a festa! Preciso explicar para a todos ao mesmo tempo.

Então ela esperou uns 5 minutos e levou todos nós da festa, para a sala onde seria servido as comidas.

Ai ela começou a explicar como seria festa. Explicou em inglês mesmo. Falou que as 11:45 seria servido o lanche e depois cantaria parabéns, e depois serviria o bolo e o sorvete (sim o parabéns foi cantado sem bolo?!?!?!?! o bolo vem depois do parabéns e sem vela!!!)

Depois que acabasse o lanche seria a hora de abrir os presentes e então, as crianças poderiam ir brincar.

Nós pedimos que pulasse essa parte de abrir os presentes. Micael queria abrir quando chegasse em casa.

Depois de explicar tudo, ela falou para as crianças irem brincar nos brinquedos do parque e fechou a sala até as 11:45. Ninguém podia ficar lá dentro (?!?)

Depois do lanche também tivemos que liberar a sala. Mas não foi problema nenhum porque no parque tem muitas mesas e cadeiras. Fomos todos para as mesas do parque e ficou tudo certo.

Aprendi que aqui so se paga pela criança na festa. Paguei 50 reais por criança com tudo incluído. Lembrancinha, comida, brinquedos, decoração.

Para os adultos nao era servido nada. só café. Ai comprei na lanchonete do parque  cachorro quente, hambúrguer e batata frita. Não saiu caro. com 250 reais comprei lanche pra todos os adultos.

Não saiu uma festa cara e todos se divertiram muito. Muito mesmo.

O normal aqui na Suécia é deixar as crianças sozinhas nas festa e ir buscar depois. Os adultos não ficam. Mas eu pedi para os adultos ficarem por que são meus amigos e porque eu queria conhecer melhor os pais da escola.

Eles adoraram ficar e foi um otimo dia!

Festa Cultural

Postado em Atualizado em

10842159_1000093813343262_5601989049210727485_o 11416328_1000093786676598_5415364427054352319_o

Eu tive muita sorte com minha turma do curso de Sueco. Todos nós nos relacionamos muito bem, apesar das culturas diferentes.

Na maioria das turmas, tem desavenças por causa de religião. Tem muita gente do oriente médio, com religiões diferentes.

Na minha turma tem muita gente árabe, muita gente da Síria. E pra quem não sabe, meu avó era Sírio. Então pra mim, está sendo ótimo conhecer essas pessoas, seus costumes, seus hábitos.

Essa semana tivemos uma festa cultural no curso.

Na festa, cada um tinha que levar um prato de seu pais. Nossa! comemos tanto. Tudo feito com tanto amor. Todo mundo animado. Colocamos música de todos os países também. Teve dança e tudo!

Eu levei brigadeiro, o pessoal gostou, mas achou muito doce. Isso porque fiz só com leite condensado e cacau. Nem usei achocolatado.

Fenomenmagasinet

Postado em Atualizado em

museuciencias

Ontem tivemos uma festinha de aniversário de uma amiguinha da escola do Micael.

Estávamos super animados por ser a primeira festa de aniversário por aqui..

Chegando lá, ficamos encantados! A festa foi em Gamla Linkoping, um museu aberto. Já tínhamos ido lá, mas não sabíamos que tinha um museu da ciência.

Do lado de fora nem dá pra imaginar o que tem dentro, parece uma casinha antiga como todas as outras do museu.

As crianças estavam super animadas. Teve um cientista que fz um show com várias experiências.

Depois exploraram o museu. Todos falando ao mesmo tempo, contando cada descoberta.

Tem peças de lego gigantes, esqueletos, planetas enormes, magnéticos, pesos…

Era tanta coisa pra ver, que marcamos de voltar lá nas férias pra ver o que não deu tempo.

No final teve pinata, bolo e parabéns!!

A festa de aniversário mais criativa e educativa que já fui! 🙂

unnamed (2)unnamed

unnamed (3)