Visitando o Brasil

Postado em Atualizado em

Como alguns sabem, estive no Brasil nas últimas semanas, representando a LIU (Linkoping University). Foi um enorme prazer trabalhar para uma Universidade tão conceituada. Senti um orgulho enorme de fazer parte da equipe da LIU. Tive a oportunidade de conhecer alguns estudantes e  conhecer o campus. A Universidade é realmente um sonho. Um lugar incrível, cheio de oportunidades e facilidades para os estudantes.

Estivemos em várias Universidades do Brasil. Estávamos orientando alunos brasileiros e convidando-os a virem estudar na Suécia.

roadfare

Ter ido ao Brasil foi uma grande surpresa e me fez refletir sobre muitas coisas.

-A primeira é que tudo continua igual em relação a segurança. Nada mudou. Achei que as praias estariam vazias por causa dos arrastões, mas ao contrário do que imaginei, näo se via um metro quadrado vazio na areia pra esticar a canga. E achei que nao iria sair de casa, de tanto medo que estava antes de sair daqui. Mas estava tudo “tranquilo como sempre”.

– O Rio continua lindo 😉

– São Paulo é infinitamente mais legal do que o cariocas pensam.

– Nossos estudantes brasileiros são incrivelmente informados, conectados e inteligentes. Fiquei orgulhosa dos jovens que conheci por lá. Tive muita esperanca da nova geração que está vindo.

– Nós Brasileiros somos servidos o tempo todo.

Eu não tinha essa noção e cheguei a ficar incomodada a cada vez que alguém fazia algo por mim.

Desde que cheguei na Suécia, faço tudo em casa, no mercado, nas lojas, em qualquer lugar.

Quando fui comprar os meus móveis, estava aqui fazia menos de um mês, não sabia direito como as cosas funcionavam. Fui sozinha, sem meu marido, comprar tudo. Ele estava trabalhando e eu ansiosa pra montar a casa não quis esperar. Fui na loja, escolhi meus moveis e para minha surpresa tive que carregar tudo SOZINHA, quer dizer, eu e Micael. Carregamos mesa de jantar com as seis cadeiras, poltrona, mesa de centro, tapetes, TUDO!!! Carregamos da prateleira até o caixa, do caixa pro carro. Do carro até em casa,  ai o marido assumiu. Ninguém ajudou. Aqui não tem essa. Você comprou, você se responsabiliza.

Não espere chegar em algum lugar e te servirem uma agua ou um cafezinho, empacotarem suas compras, oferecerem ajuda nas lojas, retirarem seus pratos nos restaurantes, limparem seu banheiro. Aqui somos autossuficientes.

Eu só percebi isso quando cheguei no Brasil e o taxi abriu a porta do carro e carregou minha mala! Nossa isso não acontece meeeesmo aqui.

Depois no hotel…o bagageiro pegou minha mala e apertou o botão do elevador pra mim!!!

Como assim?!?!!?!? eu sei apertar um botão gente!!!

Eu não sabia disso. Sempre vivi assim. Sempre apertaram meu botão do elevador, sempre abriram minha porta, sempre limparam minha casa, sempre encheram meu copo em cada gole dado em restaurantes. Era normal.

– Tornou-se impossível entrar na casa de alguém usando sapatos, Me vi tirando os sapatos automaticamente na casa de todo mundo que fui visitar.

Que costume ótimo que aprendi por aqui. Como é bom deixar a sujeira do lado de fora.

– Que falta faz tomar água diretamente da torneira. Tive que gastar dinheiro comprando água em todos os lugares. Além da despesa, não e nada prático. Aqui ando com uma garrafinha na bolsa e encho em qualquer lugar. Qualquer torneira na Suécia é 100% confiável.

– Como assim jogar os lixos todos na mesma lixeira?

Simplesmente não da mais. Metal vai com metal, papel com papel e assim vai….

– A pontualidade dos Brasileiros e dos Suecos está longe de ser parecida….

Aqui cada minuto a mais já é considerado atraso e não tolerável. Os suecos respeitam muito os compromissos.

– Meus amigos no Brasil continuam meus amigos. Alguns menos do que eu imaginava e alguns muito muito mais do que eu imaginava.

– E por fim, como foi bom estar perto da família amada e poder abraçar todos que amo.

Ahhhhh além de todas essas reflexões e experiências, também ganhei presente de verdade!

Uma leitora querida fez um cachecol especialmente para mim, com minha cor favorita e entregou na casa da minha mãe.

Amei demais! Obrigada mesmo!

cachecol

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s